Archive for Fevereiro, 2009

Conversa com Cristina Santos – podcast

11/02/2009

Mudamo-nos para www.oportoemconversa.com

A segunda edição do podcast “O Porto em Conversa” é uma conversa com Cristina Santos essencialmente sobre a reabilitação urbana e mais especificamente sobre a sua experiência no quarteirão de Carlos Alberto no Porto.

São 45 minutos em que falamos sobre os apoios existentes à reabilitação, o próprio processo de reabilitação e as surpresas que aparecem ao longo do caminho bem como o acompanhamento após a conclusão das obras.

O ficheiro está disponivel para download através deste link ou, se preferirem, via subscrição através deste link Subscribe in a reader. Se optarem pela subscrição, sempre que sair um podcast novo são automaticamente notificados.

Anúncios

Conversa com Cristina Santos – guião versão 1

03/02/2009

Mudamo-nos para www.oportoemconversa.com

No proximo dia 8 será gravado o segundo podcast O Porto em Conversa. Este programa contará com a presença de Cristina Santos, participante assídua do blog A Baixa do Porto.

Aquilo que me levou principalmente a ter vontade de falar com a Cristina Santos foram as suas participações no blog acerca do processo de reabilitação de um edifício do quarteirão de Carlos Alberto e as fotografias que aí foi publicando.

Todos sabemos que existem imensas casas devolutas na cidade (mesmo para quem anda distraído basta acompanhar blogs como A Outra Face da Cidade Surpreendente ou As Casas do Porto) mas com as contribuições da Cristina Santos ficamos a conhecê-las por dentro e a perceber um pouco melhor os diferentes aspectos que a recuperação deste tipo de edifícios acarreta, tanto a nível burocrático como humano.

Assim, o guião que defini para esta conversa roda muito à volta deste tema da recuperação de edificios em geral e deste caso em particular. Havendo tempo também espero conseguir falar um pouco sobre os assuntos gerais da cidade.

A primeira versão do guião que preparei para esta conversa está em baixo, bem como links que me serviram de referência. Se alguém quiser sugerir outros temas use a caixa de comentários que eu tentarei incluir essas perguntas na nossa conversa.

A data prevista para a gravação da segunda edição do podcast é 8 de Fevereiro. Antes disso publico o guião definitivo com as contribuições que me fizerem chegar.

1. o caso concreto da reabilitação no quarteirão de carlos alberto: tendo em conta a publicação de fotografias que inclui em alguns posts fiquei curioso em relação a todo o processo assim pareceria-me interessar abordar os seguintes pontos:

  • processo burocratico
  • eventualmente falar alguma coisa dos programas de reabilitação
  • levantamento inicial vs surpresas durante o projecto
  • realojamento / relação / colaboraçao com os moradores
  • métodos de reconstrução
  • adaptação da legislação à realidade
  • é mesmo mais barato deitar a baixo e fazer de novo do que remodelar? => “apesar da reabilitação ser um investimento pouco explorado é um dos únicos investimentos rentáveis e garantidos para os próximos anos.”
  • edificio atlantico – reabilitação para ricos?
  • sobre o processo
    não é só desenhar e depois já está»
    E com a obra quase a nu, os esboços voltam ao escritório – é preciso rectificar, reunir com inquilinos, estudar agregados que tendem a aumentar com o decorrer da obra, é preciso rever tudo o que foi atestado antes desta se iniciar.
    o mais importante é que haja ventilação e que uma cadeira de rodas possa circular. Isto é frio e parece calculista,

2. ainda tenho eu próprio que pensar um pouco mais no assunto mas acho que também gostava de explorar a questão da desertificação do porto e saber para quem se está a reabilitar / reconstruir / construir já que aparentemente até os empregos já não estão na cidade

3. desânimo?
“Estruture-se uma equipa entre partidos, vocacionada para a Regionalização, e para o derrube imediato destas falsas políticas, que fazem dos portugueses gente sem raciocínio ou memória, que insiste, apesar de tudo o que vê e pressente, em perder tempo a iludir as pessoas com as mais-valias deste ou doutro candidato e, pior que isso, ainda pensa e dá ideia que vale a pena ir às urnas em 2009, para reeleger um partido centralista ou uma cobaia deste.”

4. região
“Optava por reunir com Braga, Guimarães, Famalicão, Vila Real, traçava um memorando de entendimento com vista à definição dos interesses do Norte, da diferenciação de território e condições.”

5. papel do cidadão, a propósito da tcn
“Mas enfim, cada qual terá a sua opinião, estamos numa democracia, existiu um concurso, temos que acabar com estas perseguições aos investidores, não há negócio que se crie que não seja contestado e assim não há condições, nem atractividade. Vamos aprender com isto e doravante ser um povo mais zeloso e aprender a agir na hora certa. Quem dispara tarde, fere mas não caça.”
=>a minha questão é, como sabemos quais as perguntas que temos que fazer em cada momento, e como sabemos qual é o momento em que as temos que fazer

Outros temas possiveis

  • rivoli
  • ribeira – “Enfim, para quem ficou no Porto a contar com a Ribeira, o desfecho é crítico, é idêntico a aguardar o período das ferias para visitar um amigo que afinal está há tempos em estado vegetativo, não sabíamos, não vimos, não acompanhámos, embora tudo fizesse prever o desfecho, e agora nem com muito barulho vai ser possível reanimá-lo, quando muito um milagre que rezamos para que aconteça, não era bom para o Porto deixar a Ribeira morrer.”
  • só turismo?
  • aleixo

Trivia

  • indicar um ponto que gostava de ver num próximo programa eleitoral autárquico
  • o que é que absolutamente não quer que aconteça no próximo mandato autárquico
  • um ponto positivo na cidade
  • um ponto negativo na cidade

Intervenções de Cristina Santos no blog A Baixa do Porto.